AVALIAÇÃO DA MOTIVAÇÃO E ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM UTILIZADAS POR ESTUDANTES NA MODALIDADE SALA DE AULA INVERTIDA NO CURSO TÉCNICO INFORMÁTICA

  • Gustavo Linhares Lélis Frota IFNMG
  • Joselice Ferreira Lima IFNMG
  • Welington Santos Silva IFNMG
Palavras-chave: Estratégias de aprendizagem. Ensino híbrido. Questionário MSLQ.

Resumo

A sala de aula invertida é uma modalidade de ensino híbrido que combina educação formal com ensino on-line, em que uma parcela do conteúdo das aulas é desenvolvido por meio da internet e a outra em sala de aula. Nesse sentido, os alunos podem não estarem motivados em participarem das atividades on-line. Portanto, o motivo que os levam a não participarem é complexo. Assim, conhecer a motivação e as estratégias que os alunos utilizam para aprender, podem fornecer melhores informações educacionais. Este trabalho apresenta os resultados parciais obtidos na avaliação da motivação e estratégias de aprendizagem de alunos com sala de aula invertida de curso Técnico em informática. Foi realizado um estudo quantitativo utilizando o questionário Motivated Strategies for Learning Questionnaire (MSLQ), para identificar estratégias de motivação para aprendizagem. Como resultados, são mostradas pontuações médias alcançadas para 15 constructos, que podem ser utilizados como parâmetro para a avaliação inicial.

Referências

ABED. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Censo EAD.BR: Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2015. Curitiba: InterSaberes, 2016. Disponível em:. Acesso em 31 de julho. 2018.

ALMEIDA, M.E.B. Educação a distância na internet: abordagem e contribuições dos ambientes digitais de aprendizagem. Educ. Pesq., Dez 2003, vol.29, no.2, p.327-340.

AMARAL, M.A. QUEVEDO, S.R. Modelagem em um ambiente virtual de aprendizagem inclusivo: uso de mapas conceituais. Revista Bras. de Design da Info. 2013, vol. 10, no. 2,p.137-156.

BERGMANN, J.; SAMS, A. Sala de aula invertida: uma metodologia ativa de aprendizagem. Tradução Afonso Celberso da Cunha Serra.1. ed - Rio de Janeiro LTC, 2016.

BORUCHOVITCH, Evely. Estratégias de aprendizagem e desempenho escolar: considerações para a prática educacional. Psicologia: reflexão e crítica, v. 12, n. 2, 1999.

HORN, Michael B.; STAKER, Heather; CHRISTENSEN, Clayton. Blended: usando a inovação disruptiva para aprimorar a educação. Penso Editora, 2015.

LAGE, M. J.; PLATT, G. J.; TREGLIA, M. Inverting the classroom: A gateway to creating an inclusive learning environment. The Journal of Economic Education, v. 31, p. 30-43, 2000.

OLIVEIRA, Katya Luciane; BORUCHOVITCH, Evely; SANTOS, Acácia Aparecida Angeli. Estratégias de aprendizagem no ensino fundamental: análise por gênero, série escolar e idade. Psico, v. 42, n. 1, p. 98-105, 2011.

PASK, Gordon; SCOTT, B. C. E. Learning strategies and individual competence. International Journal of Man-Machine Studies, v. 4, n. 3, p. 217-253, 1972.

PINTRICH, P. R.; SMITH, D. A. F.; GARCIA, T.; McKEACHIE, W. J. A manual for
the use of the Motivated Strategies for Learning Questionnaire (MSLQ). Ann
Arbor: University of Michigan, National Center for Research to Improve Postsecondary
Teaching and Learning, 1991.

RODRIGUES, Lucilo Antônio. Uma nova proposta para o conceito de blended learning. Interfaces da Educação, Paranaíba, MS, v.1, n.3, p. 5-22, 2010.

SALVADOR, Daniel Fábio et al. Uso do questionário MSLQ na avaliação da motivação e estratégias de aprendizagem de estudantes do ensino médio de biologia, física e matemática. Revista de Educação, Ciências e Matemática, v. 7, n. 2, 2017.

SALVADOR, BATISTA e VASCONCELLOS. Manual de uso do Questionário de
Estratégias de Motivação para Aprendizagem (MSLQ). Disponível em: . Acesso em: 20 maio. 2018.

STEIF, Paul S.; DOLLÁR, Anna. Study of usage patterns and learning gains in a web‐based interactive static course. Journal of Engineering Education, v. 98, n. 4, p. 321-333, 2009.

VALENTE, JOSÉ ARMANDO. Blended learning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida. Educar em Revista, núm. 4, 2014, p. 79-97. Universidade Federal do Paraná, Brasil.

WEINSTEIN, C. E., & MAYER, R. E. (1985). The teaching of learning strategies. Em M. Wittrock (Org.), Handbook of research on teaching (pp.315-327). New York: Macmillan.
Publicado
2019-12-14
Seção
Artigos